A 39h do meu primeiro ultra. - EMdurance Runner
279
post-template-default,single,single-post,postid-279,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-13.3,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

A 39h do meu primeiro ultra.

Não sei se isto é bom ou mau, mas a verdade é que não sinto nervoso de espécie alguma. Nem muito nem pouco, nem graúdo nem miúdo. Lembro-me da semana antes da minha primeira maratona em que não pensava noutra coisa senão aqueles 42,195m que iria percorrer. Não havia noite em que não fosse para a cama em que não estivesse quase 1 hora a imaginar imensos cenários diferentes, ora de sucesso, ora de falhanço total.
Mas desta vez, nada! Talvez ainda apareça.. Talvez surja quando estiver a caminho de Piódão.. Talvez só sinta realmente o peso do que me comprometi a fazer quando estiver na linha da partida.. Talvez, tanto talvez.
A única certeza que tenho é só uma: vou dar o meu melhor! E, independentemente do tempo que demore a completar aqueles 50kms, quero cruzar a meta de braços no ar e sorriso no rosto. Quero abraçar a minha namorada e a família que lá vai estar. Quero viver algo que nunca antes vivi e sentir quaisquer que sejam as sensações que sentimos quando terminamos um ultra.

Quando passar a meta, vou fazer esta dança!
O treino podia ter sido melhor, é um facto. Falta de tempo e de espírito de sacrifício fez com que não tivesse metido nas pernas os kms e elevação que se calhar precisarei. Mas agora  já nada posso fazer. O meu melhor treino nos últimos tempos – ou o mais comprido, vá – foi mesmo a Meia Maratona de Lisboa, que podem ler o report no Corre Mais Rápido. Mas vou tentar resumir a prova num gif…

Boring!!! Parecia que estava a correr numa passadeira, sempre a direito e sem diferenças de piso. Para não falar de tudo o resto… Enfim, Devia era ter seguido o conselho do Filipe e ter ido atravessar a ponte de madeira.
Partilha com o mundo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
No Comments

Post A Comment